Central de Atendimento: (11) 3042-9177

Qual é a diferença entre segundo grau e Ensino Médio?

livros, lápis, óculos e maçã sobre uma mesa de escola

Você ouve dizer por aí segundo grau e Ensino Médio e fica na dúvida sobre o que isso representa? Então, acompanhe a leitura deste post e fique por dentro das mudanças que ocorreram na Educação nos últimos anos.

Mas primeiramente é bom entender que a definição correta se faz necessária quando se fala em grau de instrução. Quando você vai preencher uma ficha de emprego, por exemplo, precisa colocar essa informação.

Nesse sentido o nível de escolaridade se divide, basicamente, em:

  • Ensino Fundamental (do 1º ao 9º ano);
  • Ensino Médio (do 1º ao 3º ano);
  • Nível Superior (graduação e tecnólogo);
  • Pós-graduação (especialização, mestrado e doutorado).

Portanto, com esses primeiros esclarecimentos feitos, vamos entender como é a classificação do segundo grau e Ensino Médio.

Para que serve segundo grau e Ensino Médio?

Com efeito, segundo grau e Ensino Médio são a mesma coisa. Ou seja, se referem à etapa de estudos que vem depois do Ensino Fundamental e antes da faculdade.

Hoje em dia ele é composto por 13 disciplinas ou matérias, que incluem temas da Sociologia e Filosofia. Em suma, o segundo grau e Ensino Médio foi feito para resumir todos os conhecimentos do Ensino Fundamental e, ao mesmo tempo, preparar o aluno para uma futura graduação.

Por conseguinte, essa etapa mediana dos estudos contém todos os conhecimentos básicos das áreas de humanas, exatas e de saúde mais utilizadas.

Por quantas mudanças o Ensino Médio já passou?

De tempos em tempos, o governo federal cria mudanças nessa etapa de ensino. Afinal de contas, a sociedade vai mudando. A Educação, portanto, precisa acompanhar essas transformações.

Portanto, acompanhe a seguir a linha do tempo sobre as principais reformas do Ensino Médio:

  • 1942: existe o ensino clássico (com as disciplinas mais básicas) e o ensino científico (com matérias de ciências e pesquisas);
  • 1946: foi acrescentado o Ensino Normal, que era direcionado para formar professoras para as crianças pequenas;
  • 1971: foi criado o Primeiro Grau e o Segundo Grau, dividindo a Educação Básica em apenas duas etapas;
  • 1982: até então era obrigatório o ensino profissionalizante, mas a exigência caiu nessa época;
  • 1996: começa-se a adotar o termo Ensino Médio, composto por 13 disciplinas que incluíam Filosofia e Sociologia.

Em 2017 houve novas mudanças, assim como vão continuar ocorrendo conforme o governo e os especialistas em Educação acharem necessário.

Como fazer para retomar os estudos?

Assim, se você parou de estudar há muitos anos, é possível fazer o supletivo, que hoje em dia é chamado de EJA, que quer dizer Educação de Jovens e Adultos.

O Instituto Brasileiro de Qualificação Profissional (IBQP) é uma das escolas a oferecer o supletivo EJA EAD. Basta ter mais de 15 anos para fazer o supletivo do Ensino Fundamental ou 18 anos ou mais para se matricular no Ensino Médio.

É bom lembrar, portanto, que o curso é totalmente digital e você pode fazer as aulas e as provas da sua casa, mandando os resultados pela internet.

Para concluir, o segundo grau e Ensino Médio representam a mesma etapa de ensino. Na prática, ela é muito exigida nas vagas de emprego porque demonstra que o candidato tem os conhecimentos básicos para trabalhar em qualquer área.

Portanto, deixe seu comentário se ficou com alguma dúvida ou tem algo mais a acrescentar. E não se esqueça de continuar acompanhando o nosso blog.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *